2 de julho de 2012

Liquidos II

"Der Himmel Uber Berlin" - Wim Wenders



A água do mar

lágrimas da humanidade

que a natureza transforma

em azul, verde, negro

e em branco de espuma

nos teus braços

roupa de anjos

rasgada em pedaços

4 comentários:

heretico disse...

braços que fazem milagres...

abraço, caro Poeta.

Mar Arável disse...

Abraços

de mares rasgados

Rita Freitas disse...

Acredito sim, que muitas lágrimas tem a humanidade...

Bjinhos

Alexandra Carvalho disse...

Interessante este poema. Obrigada pelo seu comentário.