28 de julho de 2009

Brevemente...





Brevemente
Assim se chama a vida
um falso lugar ancorado a três poemas
o meu, o teu e o desconhecido

3 comentários:

maria josé quintela disse...

bela e verdadeira síntese!


beijo.

Luz disse...

De uma forma simples e bela consegue traduzir-se a vida e, o que dela podemos esperar...
Gostei. Obrigada.

Vieira Calado disse...

Olá!

Boa noite!

Faz um tempo

que por aqui não passava.

Li coisas muito interessantes.

Deixo um abraço